A par da contribuição curricular e estrutural alcançada pela UnB por intermédio de sua Faculdade de Direito, também coube a ela firmar o pensamento jurídico da Capital do país em publicações de relevo, das quais se destaca a Revista Notícia do Direito Brasileiro.

O quadro, em geral, das universidades brasileiras na época da inauguração da Universidade de Brasília (UnB) era o de universidades marcadas por conglomerados de faculdades sem que houvesse unidade ou comunicação entre elas. O legado das Faculdades de Direito contribuiu para este quadro. Ao mesmo tempo em que foram o início do pensamento universitário, carregaram consigo a tendência de isolamento.

O curso de Direito não estaria completo se não contemplasse a prática forense, que, no curso de Direito da UnB, sempre combinou atividades de prática jurídica tuteladas pelo corpo docente com a inserção do futuro profissional em espaços públicos e privados de exercício do Direito: advocacia pública; promotoria; procuradorias autárquicas; tribunais; casas parlamentares; advocacia privada. O reconhecimento da excelência dos cursos de Direito da UnB faz com que seus alunos sejam muito bem recebidos e aguardados em estágios externos à Universidade.

O curso de Direito existe desde a criação da Universidade em 1962, tendo ficado a cargo do Instituto Central de Ciências Humanas (ICCH) até a criação da Faculdade de Ciências Jurídicas e Sociais (FCJS), em 1967. A primeira turma formou-se em 1966. 

Marcada pela qualidade de ensino e pesquisa, a Faculdade de Direito da UnB também goza do privilégio de estar localizada na sede do poder político do país. Sua localização lhe imprime a vocação do pensamento jurídico da Capital, ao atrair um número elevado de professores de renome de outras universidades federais e estaduais, que, sendo transferidos para ocupar funções em Tribunais Superiores ou no Supremo Tribunal Federal, mantêm a atividade do magistério em uma instituição equivalente às melhores universidades do país.

As transformações rumo ao aperfeiçoamento do ensino e da pesquisa em Direito na UnB são uma constante. Inicialmente apresentado como um curso-tronco, transformou-se em seguida em departamento do Instituto Central de Ciências Humanas (ICCH). Em 1967, passou a fazer parte da Faculdade de Ciências Jurídicas e Sociais (FCJS), também como departamento, mantendo, entretanto, conexão com o ICCH. Os alunos continuavam tendo a formação básica no ICCH para então darem início ao ciclo profissional na Faculdade de Ciências Jurídicas e Sociais (FCJS).

Em 1959, o Darcy Ribeiro, que era vice-diretor do Instituto Nacional de Estudos Pedagógicos- INEP- no Ministério da Educação, cujo diretor era o professor Anísio Teixeira, sonhou uma Universidade Brasileira que fosse a mais importante da América Latina. E insistia com o Presidente Juscelino para que a mesma fosse criada em Brasília.

Mais Artigos...